Informação para Autores

Indicações editoriais para o envio de textos


Os editores aceitam o envio de originais dentro da linha editorial da revista Palavras, quer para a secção de Pedagogia / Didática, quer para a de Estudos Linguísticos, de Estudos Literários ou das Fichas Pedagógicas. Os textos em suporte digital devem ter entre 12.500 e 50.000 carateres (incluindo espaços) e ter em conta os seguintes aspetos:

  • o texto não deve ter sido publicado anteriormente;
  • indicar sempre uma morada, telefone de contacto, endereço de correio-e e instituição de trabalho;
  • enviar sob a forma de ficheiro anexo a uma mensagem de correio-e para aprofport@app.pt;
  • os textos devem ser enviados em formato .rtf, .doc, .docx ou .odt;
  • os autores são responsáveis pelo conteúdo dos textos e pela exatidão de todas as citações, tí­tulos, nomes e datas;
  • numerar todas as notas de rodapé ao longo do texto;
  • evitar a utilização de negritos e sublinhados sempre que possível, substituindo-os por itálicos;
  • incluir uma bibliografia de todas as obras citadas e de outras que sejam pertinentes para se aprofundar o estudo do assunto tratado;
  • sempre que possível, apresente URLs para as referências apresentadas;
  • traduzir todos os textos citados, de preferência utilizando a tradução ao longo do artigo e reservando as notas de rodapé para citar o original;
  • formato das citações:
    • nas citações em texto, o nome do autor e a data de publicação aparecem entre parênteses. Exemplo:
      • Esse conhecimento está “nas cabeças das crianças” (Hudson,1992: 10)
    • nas citações em narrativa, o nome do autor é incorporado no texto como parte da frase, seguido do ano entre parêntesis. Exemplo:
      • De acordo com Hudson (1992: 10), o conhecimento está “nas cabeças das crianças”
  • a reprodução de imagens no corpo do texto só é possível se elas forem da autoria do responsável pelo texto ou, não o sendo, se for apresentada a autorização do autor de acordo com o estabelecido pelo regime de direitos de autor.

Os autores são responsáveis pela exatidão de todas as citações, títulos, nomes e datas. Os editores encorajam fortemente os autores a citarem sempre as fontes originais e a indicarem em apud todas as citações indiretas.

A bibliografia deve adotar o formato a seguir exemplificado, que decorre das normas APA, 7.ª edição:

Almeida, A. C. P. de (2019). Implementação de uma academia de conhecimento em contexto industrial: Uma proposta metodológica [Tese de mestrado, Universidade de Aveiro]. Repositório Institucional da Universidade de Aveiro. https://ria.ua.pt/handle/10773/26809

Antonelli, G. (2006). Underwater robots: Motion and force control of vehicle-manipulator systems (2.ª ed.). Springer.

Aristóteles (1986). Poética (Eudoro de Sousa, Trad.). Imprensa Nacional - Casa da Moeda.

Canon, C. L. (2006). Gastrointestinal tract. In J. K. Lee, S. S. Sagel, R. J. Stanley, & Jay P. Heiken (Eds.), Computed body tomography with MRI correlation (4.ª ed., pp. 771-828). Lippincot Williams & Wilkins.

Curtius, Ernst Robert (1984). Literatura europea y edad media latina (Margit F. Alatorre e António Alatorre, Trad.). Ed. F.C.E. España. (Publicação original 1948)

Despacho n.° 17169/2011 do Ministério da Educação e Ciência. (2011). Diário da República: II série, n.° 245. https://dre.pt/application/file/1010956

Dias, H. (2002). Minidicionário de moçambicanismos. Edição da autora.

_______ (Ed.) (2009). Português moçambicano: Estudos e reflexões. Imprensa Universitária.

Duarte, Inês (1977). Ensinar português: para quê e como?. Palavras, 11, 66-74.

Ferreiro, E. (2018). Acerca de las dificultades para aceptar que los niños piensan sobre lo escrito. Bella­ terra Journal of Teaching & Learning Language & Literature, 11(2), maio­junho 2018, 13­34.

Freitas, M., Alves, D. & Costa, T. (2007). O conhecimento da língua: Desenvolver a consciência fo­ nológica. Ministério da Educação, Direção Geral de Inovação e Desenvolvimento Curricular.

Gonçalves, P. (1996). Aspectos da sintaxe do Português de Moçambique. In Isabel Hub Faria et al. (Eds.), Introdução à linguística geral e portuguesa (pp. 313­322). Editorial Caminho.

Gonçalves, P. & Stroud, C. (Eds.) (1998). Panorama do português oral de Maputo (vol. III). INDE.

Hudson, R. (1992). Teaching grammar: A guide for the National Curriculum. Blackwell.

Rodrigues, C. & Lourenço ­Gomes, M. C. (2018). Representação ortográfica de núcleos nasais na escrita do 2.º e 4.º anos do ensino básico: dados do português europeu. In C. Lazzarotto­ Volcão & M. J. Freitas (Eds.), Estudos em fonética e fonologia: Coletânea em homenagem a Carmen Matzenauer (pp. 365­394). Editora CRV.

Envio: O artigo pode ser anexado a uma mensagem de correio eletrónico para aprofport@app.pt ou ser submetido no sítio da revista, caso o autor esteja lá registado.